quarta-feira, 14 de abril de 2010

Equívocos


Que pisarias tu, a beleza venenosa da arrogante beloura ou a tenra erva humilde que veste os campos de alimento?
Cremos numa paisagem de equívocos, habitamos o lado aparente da vida.

1 comentários:

Nanda disse...

DESENGANADO DA APARÊNCIA EXTERIOR COM O EXAME INTERIOR E VERDADEIRO

Vês tu este gigante corpulento
que solene e soberbo se reclina?
Pois por dentro é farrapos e faxina,
e é um carregador seu fundamento.
Com sua alma vive e é movimento,
e onde ele quer sua grandeza inclina;
mas quem seu modo rígido examina
despreza tal figura e ornamento.
São assim as grandezas aparentes
da presunção vazia dos tiranos:
fantásticas escórias eminentes.
Vês que, em púrpura ardendo, são humanos?
As mãos com pedrarias são diferentes?
Pois dentro nojo são, terra e gusanos.

Francisco Quevedo, in 'Antologia Poética'
(Tradução de José Bento)